Zara lança o primeiro álbum brindando sua história de vida


A cantora e compositora paraense se apresenta versátil e abre o coração para afirmar sua identidade musical paraense com pé na MPB e no Reggae


Crédito foto: João Urubu.



A cantora, compositora, atriz e preparadora vocal Zara inicia uma nova etapa de sua carreira na música e nas artes. A artista paraense lança seu primeiro trabalho longo: o disco, homônimo chega às plataformas de streaming com oito faixas inéditas que misturam referências musicais que cruzaram sua história desde a década de 80, quando começou a receber influências de MPB e de raízes paraenses de sua família, passando pelo axé dos anos 90 e o Reggae dos anos 2000. Junto ao disco, Zara apresenta o videoclipe para Vento na Primeira, gravado na praia de Fortalezinha, na Ilha de Algodoal. O lançamento está disponível nas redes da artista.


Foi no curso de música da UEPA que Zara iniciou a carreira como cantora, ainda com 19 anos, e já misturando estilos de seu background musical. Sempre muito atingida pelos sucessos radiofônicos, o disco também soa um compilado de todas as facetas da artista como compositora e cantora. A força e agressividade Rock contrasta com a suavidade do Ijexá e a malícia do Reggae, registrados num disco maduro e diverso. É um processo que também está presente nas letras das músicas: de deixar a liberdade artística se mostrar, sem amarras.


“Esse trabalho fala um pouco do processo de vida que eu vivo hoje, que é de desconstrução de velhos paradigmas, mas trago também muito do que observo nas relações humanas e que ressoa em mim. Não necessariamente é um álbum sobre mim. Eu vivi durante muito tempo num ritmo de trabalho burocrático e rígido e acabei me perdendo, mas fui retornando ao meu centro, ainda tô retornando, é eterno isso… Resolvi trazer isso dentro da minha vibe, pra cima, pra movimentar os corpos, porque pra mim a música é uma ótima oportunidade de fazer essa integração entre nossos corpos, físico ,emocional, mental e espiritual”, comenta a artista.

Produzido pelo violonista e produtor musical Rafael Guerreiro, o disco traz parcerias de Camila Alves (“Cristalina”) e Daniel Bastos (“Reggae Cotijuba”) nas composições, além de Pedro Alcântara e Jordana Alves em “Incertezas”, abrilhantando a música com três vozes. O disco se completa com “Bamba e Zureta”, “Duas Versões”, “Feira das Máscara”, “Mãe Terra” e “Vento na Primavera” que ganhou videoclipe dirigido por João Urubu.


“É um álbum que mostra coerência com quem sou, com minhas influências, referências, com tudo que cresci ouvindo, que tem a haver com a minha forma de ser no mundo. O isolamento não teve somente aspectos negativos, um positivo foi a oportunidade de revermos tanto a estrutura das relações no coletivo e também nossa estrutura interna. Então eu revi meus planos… ‘Vento na Primavera’ fala disso, da descoberta da nossa essência e de como isso pode ser libertador, embora traga muitos desafios", explica Zara.

O disco Zara chegou em todas as plataformas digitais de música junto com o videoclipe Vento na Primavera, disponibilizado no Youtube da artista.


Serviço:

| O quê: Álbum Zara e clipe Vento na Primavera

| Quando: Junho de 2021

| Onde: Plataformas digitais e Youtube da artista

| Mais em: Instagram da artista


#música

#álbum

#lançamento

#Zara

#audiovisual

#clipe

#VentonaPrimavera

1 visualização